21 de Setembro de 2014

Salada de legumes assados


Com o Outono a entrar-nos pelas portas dentro vamos começar a servir saladas mornas cheias de cor e vitaminas.

Ingredientes:
Alho francês
Abóbora manteiga
Curgete
1 dente de alho
Tomate cereja
Queijo Feta
Cebolinho
Salva
Outras ervas aromáticas a gosto.
Azeite
Flor de sal



Preparação:
Num tabuleiro coloque o alho francês cortado em 4 no sentido do comprimento, a abóbora descascada e cortada em palitos grossos e a curgete também cortada em palitos.
Regue com um fio de azeite, junte um dente de alho picado e ervas aromáticas.
Cubra com papel de alumínio e leve ao forno pré-aquecido a 200º, durante 20 a 30 minutos, ou até os legumes estarem macios, mas não desfeitos.
Sirva-os polvilhados com queijo feta desfeito e cebolinho picado e acompanhados de tomate cereja em metades e 1 folha de salva.
 
Sugestão: asse também os tomates, mas junte-os apenas a metade do tempo.
 

17 de Setembro de 2014

Gelado de manga

 
Foi tempo de parar e de partir. Mais uma vez fomos "para fora cá dentro" à descoberta deste nosso tão pequenino e ao mesmo tempo tão grande Portugal. Por muito que goste de conhecer outros países, os seus hábitos e tradições, é dos passeios neste cantinho à beira-mar plantado de que guardo as mais queridas recordações. De cada vez interrogo-me como é que um país tão pequeno consegue guardar em si tão diversas e belíssimas paisagens, desde o mar até às serras, das cidades até às aldeias e sempre agradados pela simpatias das gentes com quem nos cruzamos. Pessoas que amam as suas terras e que fazem questão de nos transmitir esse amor de tal modo que ficamos sempre com vontade de voltar, mas por enquanto mais não digo porque este post é ainda acerca do "antes", dos dias que antecedem a partida e dos seus preparativos.
 
 
Depois da lista de roupa e outras coisas que vão na mala (faço sempre listas, não vá esquecer-me de alguma coisa indispensável) e de fazer algumas pesquisas na internet para fazer apetecer ainda mais a partida, resta-me espreitar o frigorifico e tratar dos frescos que lá estão e que não vou deixar estragar: prepara-se uma salada para o jantar, congela-se a sopa em doses individuais, branqueiam-se legumes e congelam-se (que bem me vão saber aquelas couves salteadas em azeite e alho). Congelo uns tomates cereja e um tomate assado e vou já a pensar no destino que lhes vou dar. Resta ainda um bom pedaço de polpa de manga, penso em congelá-la em cuvetes de gelo, mas ao lado pára um copo grande de iogurte natural já aberto, então decido preparar um gelado para me deliciar quando regressar. Amanhã de manhã, depois de coar o kefir, vou guardá-lo no frigorifico, coberto de leite e em recipiente de vidro fechado. 

P.S. - enquanto escrevo este post, dias depois do regresso, a chuva e o vento fazem as honras meteorológicas deste Setembro a anunciar o Outono que entra daí a dias. Não está tempo para gelados, é certo, mas porque  não contrariar as circunstâncias e saborear uma bola de gelado de manga, da cor do sol? Ah! E claro que na mala vieram mais tesouros de Verão...
 
 

Ingredientes:
300 ml de polpa de manga
300 ml de iogurte natural
100 gr. de açúcar
1 clara de ovo

Preparação:
Misture bem todos os ingredientes numa taça e refrigere no mínimo durante 2 horas.
Deite o preparado para a máquina de gelados e siga as instruções do fabricante.
Quando estiver pronto (na minha máquina levou cerca de 45 minutos, mas pode deixar por mais tempo) transfira para um recipiente com tampa e leve ao congelador.

15 de Setembro de 2014

Esparguete com camarão e vegetais


Há dias em que as refeições se querem ligeiras, o que não é sinónimo de refeição monótona. Pelo contrário, uma refeição ligeira pode ser tanto ou mais criativa do que aquela que é planeada. Decidimos um ou dois ingredientes e vamos vogando ao sabor do que vamos encontrando no frigorifico ou nos armários. Um toque aqui e uma pitada ali e no fim ganhamos um estômago saciado e um palato agradecido.

Ingredientes:
200 gr de camarão cozido, descascado e sem cabeça
brócolos cozidos al dente
1 cebola, cortada em meias luas
1 dente de alho, picado
1/2 alho francês, cortado em rodelas (só a parte branca)
1 tomate maduro, cortado em cubos e sem sementes
1/2 pimento verde, cortado em cubos
Salsa a gosto (talos e folhas), picada
1/2 copo de cerveja
Sal q.b.
Azeite q.b.
Esparguete cozido al dente q.b.



Preparação:
Numa frigideira deite um fio de azeite, a cebola, o alho, a salsa, o alho francês e o pimento. Tempere de sal e aqueça em lume médio/forte, mexendo de vez em quando, até os legumes começarem a alourar, mas sem queimar.
Acrescente o tomate e deixe fritar juntamente com os restantes legumes, esmagando os pedaços maiores com a colher-de-pau.
Quando tomate estiver desfeito acrescente os camarões e os brócolos, envolva e cozinhe por mais 2 ou 3 minutos.
Junte a cerveja, deixe levantar fervura até reduzir um pouco.
Rectifique os temperos e junte a massa cozida, envolva nos legumes e sirva quente polvilhado com mais salsa.
 
***
 
Tempo de preparação: 30minutos (total)
Dificuldade: Fácil
Vegetariano: não
Para crianças: sim
Ingrediente Principal: marisco
Nº de doses: 2
Prato: principal
Marmita: sim

8 de Setembro de 2014

Os Figos e uma combinação de sabores improváveis



Quem gosta de comer e de cozinhar, gosta de ler livros de cozinha, de os folhear, de saborear cada uma das fotos (sim, que os olhos também comem!). Gosta de ter livros de receitas , prateleiras atulhadas de livros de tal forma que de vez em vez se promete solenemente que "não vou comprar mais livros de receitas" e esta promessa...não se cumpre, claro! Para redimir não resta mais que pegar num livro, folhe-á-lo e escolher uma receita para fazer e eu escolhi esta para honrar os primeiros figos que apareceram lá por casa.

Fonte: "A Volta ao Mundo em 80 Pratos", David Loftus, Civilização Ed. /Receita de Debbie Loftus

Figos frescos com xarope de café expresso

Ingredientes:
8 figos frescos em metades
250 ml de café Arábica forte
75 gr de açúcar amarelo
1 pitada de canela em pó
1 estrela de anis
Gelado de baunilha (receita aqui)



Preparação:
Coloque os figos numa taça.
Coloque o café, o açúcar, o anis e a canela num fervedor.
Deixe levantar fervura e continuar a ferver até obter um xarope grosso para deitar sobre os figos.
Sirva com gelado de baunilha.

6 de Setembro de 2014

Projecto Marmita Semana 29/2014

Semana mais curta, vou esgotando o que tenho no congelador e acompanhando sempre com muitos legumes.

Segunda-feira
Sopa de feijão verde e couve branca + muffin de peixe e abóbora com esmagada de brócolos + salada de pepino e tomate temperada com gengibre, oregãos e malagueta.


Terça -feira
Sopa de feijão verde e couve branca + Calzonne à bolonhesa + Legumes estufados.

5 de Setembro de 2014

Batido de amora com gelado de baunilha


Hoje é sexta-feira e o Verão ainda não acabou, por isso aqui fica um miminho para vocês.

Ingredientes:
Para o gelado (fonte: Livro Receitas Base - Bimby)
250 gr. de leite
150 gr. de açúcar
2 gemas de ovo
250 gr. de natas
1 pitada de sal
1 vagem de baunilha
1 colher de chá de essência de baunilha
1 pau de canela
Para o batido (1 dose):
3 morangos, arranjados
5 amoras
200 ml de leite frio
1 bola pequena de gelado de baunilha


Preparação:
O gelado:
No copo da bimby coloque o leite, o açucar, as gemas de ovo, as natas e o sal e aqueça: 5 min/80º/Vel.3.
Misture a essência de baunilha.
Retire para um recipiente baixo (de preferência de alumínio se não for usar a máquina de gelados), junte a vagem de baunilha e o pau de canela e deixe arrefecer.
Retire a baunilha e a canela e leve ao frigorifico durante pelo menos 2 horas.
Verta o preparado para a máquina de gelados e proceda conforme o manual de instruções.
Ou, em alternativa:
Deixe arrefecer, retire a baunilha e a canela e leve ao congelador durante, pelo menos 3 horas.
Findo esse tempo, coloque no copo o gelado partido em pedaços e programe 20 seg./vel.7.
De seguida, programe 10 seg./Vel. 4, mexendo com a ajuda da espátula.
O batido:
No copo junte a fruta e o leite e misture: 10 seg./vel.9.
Verta para um copo e acrescente a bola de gelado.

3 de Setembro de 2014

Esparguete com molho de atum

 
 
Massas fazem sempre pratos deliciosos. Combinam com tudo e até com um ingrediente que normalmente não me agrada, o atum (é tão saudável, eu sei....), mas a verdade é que fiquei rendida a este molho delicioso.



Fonte: "My Kitchen Table: 100 Pasta Récipes", de Antonio Carluccio
Ingredientes (para 4):
4 colheres de sopa de azeite
3 colheres de sopa de salsa picada
2 dentes de alho picados
1 pitada de malagueta seca moída
1 cm de raiz de gengibre em fatias finas
450 gr. de molho de tomate caseiro
400 gr. de atum em conserva ao natural, drenado e picado
150 gr. de tomate cereja (mistura de vermelho e amarelo) cortado em fatias
Esparguete  q.b.
Sal q.b.

Preparação:
Cozinhe a massa al dente e reserve.
Aqueça o azeite e gentilmente frite 2 colheres de salsa picada, o alho, a malagueta e o gengibre, por alguns minutos, até amaciarem.
Acrescente o tomate cereja e deixe cozinhar mais alguns minutos, mexendo sempre.
Junte o molho de tomate e, novamente, deixe cozinhar por mais uns minutos.
Misture o atum e tempere de sal.
Misture a massa no molho e sirva.

2 de Setembro de 2014

Momentos Wook hoje

Setembro entrou, começa a regressar-se às rotinas e as marmitas começam a sair dos armários e para ajudar hoje há momentos Wook com desconto de 20% de desconto imediato na compra de 2 ou mais livros (mais 5% em PPL) e portes grátis para Portugal Continental e 30% de desconto nos portes para Açores e Madeira (veja banner à direita).
Porque não comprar o "I Love Marmita"? Foi feito com tanto carinho para vocês e ficaria lindo nas vossas estantes.
 
 

1 de Setembro de 2014

Dia 1 na cozinha e o 1º Aniversário - Pavlova de frutos vermelhos



O belíssimo projecto "Dia 1 na Cozinha", em boa hora criado por um grupo de entusiastas destas coisas das comidas e blogues e muitíssimo bem administrado pela Isabel Fernandes, duplamente bloguer com o "Blog do Chocolate" e o "Brisa Maritima", pela Isabel Figueiredo Patricio do blogue "Emoções às Colheradas" e pela Aida Silva, do blogue "Doces em Casa", conta já com 16 edições ultra saborosas e completa agora 1 ano de publicações no facebook. Por isso, fomos convidados a celebrar este aniversário e a levar à festa um bolo comemorativo. Não tem que ser o típico bolo de aniversário. Pode ser qualquer um, simples ou elaborado, desde que seja "aquele" bolo de que tanto gostamos e que faríamos questão de ter na mesa de festa.
A minha opção foi para uma pavlova, um doce fresco, crocante e macio ao mesmo tempo, que fica sempre bem em qualquer mesa de aniversário e embora estivesse tentada a servi-lo figos ou uvas moscatel, acabei pelos tradicionais frutos vermelhos engalanados com uma ganache de chocolate. Irresistível, não sobreviveu mais que um dia para ser fotografado e saboreado.
Parabéns às administradora e a todos os participantes nas várias edições que têm enchido a blogosfera de delicias surpreendentes!

 
Ingredientes:
4 claras
150 gr. de açúcar (pode ir até ás 200/220 gr. se gostar de muito doce)
1 colher de sopa de Maizena
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
Morangos, framboesas e mirtilos
Ganache de chocolate
 
Preparação:
Bimby
Pré-aqueça o forno a 150º.
Comece por pulverizar o açúcar no copo bem limpo e seco: 15 seg./vel. 9. Reserve.
Coloque a borboleta no copo e sem a tampinha bata as claras: 4 min/vel. 3 1/2.
Mantendo a Bimby ligada na velocidade 3 comece a juntar 2 colheres de sopa de açúcar de cada vez e, no final, a Maizena e o vinagre.
Faça um circulo com 15 a 20 cm de diâmetro (quanto maior o circulo, mais baixinha fica a pavlova) numa folha de papel vegetal, coloque a folha num tabuleiro de forno com o circulo desenhado voltado para baixo, para que o material de escrita não entre em contacto com os ingredientes do bolo.
Espalhe as claras dentro da área do circulo, alisando a superfície ou fazendo uma pequena depressão no centro.
Leve ao forno e passados 10 minutos reduza a temperatura para 120º e deixe cozinhar, sem nunca abrir o forno, por mais 60 minutos.
Deixe arrefecer completamente dentro do forno, podendo mesmo lá deixar toda a noite.
Prepare a ganache e deixe arrefecer.
Prepare a fruta: corte os morangos em pedaços, reservando um ou dois inteiros e com o pedúnculo.
Com cuidado espalhe-os pelo centro da pavlova e cubra com a ganache.
Se for muito guloso pode cobrir a pavlova com chantilly antes de colocar os frutos.

 
Tradicional:
Pré-aqueça o forno a 150º.
Bata as claras em castelo.
Continue a bater enquanto junta o açúcar (de preferência açúcar em pó) até as claras estarem bem firmes e brilhantes.
 Acrescente a Maizena e o vinagre e bata mais 1 minuto.
Faça um circulo com 15 a 20 cm de diâmetro (quanto maior o circulo, mais baixinha fica a pavlova) numa folha de papel vegetal, coloque a folha num tabuleiro de forno com o circulo desenhado voltado para baixo, para que o material de escrita não entre em contacto com os ingredientes do bolo.
Espalhe as claras dentro da área do circulo, alisando a superfície ou fazendo uma pequena depressão no centro.
Leve ao forno e passados 10 minutos reduza a temperatura para 120º e deixe cozinhar, sem nunca abrir o forno, por mais 60 minutos.
Deixe arrefecer completamente dentro do forno, podendo mesmo lá deixar toda a noite.
Prepare a ganache e deixe arrefecer.
Prepare a fruta: corte os morangos em pedaços, reservando um ou dois inteiros e com o pedúnculo.
Com cuidado espalhe-os pelo centro da pavlova e cubra com a ganache.
Se for muito guloso pode cobrir a pavlova com chantilly antes de colocar os frutos.
 

31 de Agosto de 2014

Gelado de caramelo

 
 
A última receita da Dorie Greenspan que esperava o mês de Agosto (mês de férias do grupo "Dorie às Sextas" em que as Dories são convidadas a repetir ou fazer alguma das receitas escolhidas que ainda não tivessem experimentado). Um gelado de caramelo absolutamente delicioso que não resisti a servir com molho de chocolate.
 
(Fonte: Burnt Sugar Icae Cream em "Baking", Dorie Greenspan, pág. 432)
Ingredientes:
1 chávena de açúcar
3 colheres de sopa de água
2 chávenas de leite gordo (usei meio-gordo)
1 chávena de natas
4 gemas de ovo grandes
1 pitada de sal
1 1/2 colheres de chá de extracto de baunilha

Preparação:
Misture o açúcar com a água num tacho de fundo grosso.
Leve a lume médio-brando até o açúcar se dissolver.
Aumente a temperatura e deixe ferver, sem mexer, até o xarope ficar cor de âmbar profundo, raspando de vez em quando os lados da frigideira com um pincel de pastelaria molhado e agitando o tacho em círculos.
Dependendo do tamanho do tacho e da temperatura, poderá demorar cerca de 8 minutos até o caramelo atingir a cor desejada.
Neste ponto, baixe o lume e, com todo o cuidado porque vai salpicar, junte o leite e as natas.
A mistura vai borbulhar fortemente e o caramelo endurecer, mas voltará a ficar suave à medida que se for aumentando o lume e mexendo. Continue a aumentar o lume e a mexer até a mistura estar cremosa. Tire do lume.
Numa taça resistente ao calor, bata as gemas com o sal até estarem bem misturadas e engrossarem um pouco. Sem para de mexer, deite muito devagar um terço da mistura de caramelo para temperar as gemas.
Sempre sem para de mexer adicione lentamente o restante liquido.
Coloque o creme no tacho e leve a lume médio, mexendo sem para até engrossar um pouco e cobrir a parte de trás de uma colher.
Estará pronto quando se passa o dedo na parte de trás da colher e o creme não escorre, devendo estar a uma temperatura entre 76º e 82º se usar um termómetro para doces (confesso que tive muitas dúvidas nesta parte, até porque não tenho termómetro para doces, mas avancei).
Retire imediatamente do calor e coloque o creme num recipiente com cerca de 2 litros (??? deve ter sido engano da Dorie) e misture o extracto de baunilha.
Refrigere o creme até estar bem frio, coloque na máquina de gelados e siga as instruções do fabricante.
Quando estiver pronto, coloque no recipiente final e leve ao congelador durante, pelo menos, duas horas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...